Empreendedorismo, sucesso e outras indefinições

Fui convidado recentemente a participar de uma palestra sobre empreendedorismo. Digo, eu teria que pegar o microfone e falar sobre como é ser empreendedor. Achei ótimo que o convite chegou a mim por um intermediário, porque a minha reação foi de puro deboche, e nem seria legal debochar de quem fez o convite. Hmm, estou contando com a discrição do intermediário. Depois de rir de escárnio, minhas primeiras palavras foram: O que diabos eu saberia sobre ser empreendedor?

Acontece que, aparentemente, eu (bem como os meus sócios) sou um empreendedor . E, também aparentemente, a nossa empresa é vista como um “caso de sucesso”. Empreendedor por quê? E que sucesso é esse?

A noção que eu tenho de ser empreendedor é essa que a gente vê em revistas como Você S/A ou Pequenas Empresas Grandes Negócios. Alguém, sei lá, saiu da faculdade e em 2 anos tornou-se o maior exportador de clipes de papel coloridos da Via Láctea, ou então alguém trabalhava num cubículo e não era valorizado, daí começou a trabalhar no quartinho de casa com um computador velho e atualmente tem cento e mil funcionários criando sistemas de gestão para corporações de Bangkok. Não parece ser o meu caso. A única coisa que eu vejo em comum entre mim e esse pessoal que aparece na revista é quando eles dizem: “eu trabalhava 18 horas por dia e não ganhava nada, e não desisti mesmo quando tudo parecia dar errado. Aí, um dia, deu certo”.

Mas o que é dar certo? Dar certo é aparecer na revista?  É ter pelo menos três dígitos a mais no saldo da conta bancária (quisera eu!) ? É não ter ido à falência? É ser convidado a dar palestra?

Qualquer um que se aventura nessa vida empresarial sabe da estatística cruel apresentada pelo Sebrae, de que 50% das empresa fecham as portas no primeiro ano de existência, e até 98% se encerram no segundo ano. Isso é um cenário prá lá de desfavorável. Quem aí quer abrir uma empresa, com essas perspectivas?

Bom, a nossa empresa está indo para o quarto ano de vida. Isso significa que ela é bem-sucedida? Qual a métrica do sucesso? Tenho me deparado com muitos “referenciais” de sucesso recentemente. Mas isso é assunto para outro post.

De qualquer forma, tem gente aí que me convida a falar sobre ser empreendedor. Acham que eu tenho algo a dizer sobre o assunto. Logo eu, que acho que tudo aconteceu bem por acaso. Eu não me lembro de um dia estar sentado, triste e abatido, e pensado: “Ei, vamos abrir uma empresa”? As coisas apenas aconteceram. Por acaso, pensando agora, lembrei-me de uma frase que atribuem a Pablo Picasso:

A inspiração existe, mas tem que te pegar trabalhando.

Se eu aceitar o tal convite, acho que isso é tudo o que eu terei a dizer. Tem muita coisa que acontece por sorte, por você estar no lugar certo na hora certa — mas nada vai acontecer se você estiver no seu quarto de braços cruzados. É preciso se mexer. O mundo lá fora é onde tudo acontece. E que você dificilmente obterá grandes êxitos sozinho. Rodeie-se de pessoas com a mesma disposição que você, ajudem-se mutuamente, e progridam juntos.

Ué, acho que até posso participar daquela palestra…

 

2 respostas para Empreendedorismo, sucesso e outras indefinições

  1. Ariovaldo Jr disse:

    Acredito que seu ponto de vista e experiência servem para acabar com as motivações baseadas em mentiras. A verdade é que sobreviver, resistir, adaptar-se… tudo isso tem seu mérito. E é por não conseguirem fazer estas coisas que os que um dia poderiam até tornarem-se milhonários, acabam transformando-se em empregados conformados e frustrados.

    Pense numa coisa: o que você diria se pudesse voltar no tempo e dar aula de “introdução à engenharia” a si mesmo, no lugar do Keide?

  2. Gustavo disse:

    Sem querer, você já esboçou uma palestra sobre o tema. O legal é justamente que você mudou a perspectiva de “o que é ser um empreendedor”, saiu do senso-comum e tá mostrando um lado da moeda que é pouco discutido por aí, que é o das dificuldades e a relativização do que seria sucesso.

    Manda ver.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: